domingo, 7 de agosto de 2022 - 07/08/2022 22:59:51
Vidraçaria Espelhos BH

Se você já perdeu um aparelho eletrônico (TV, geladeira, computador, etc) depois de um surto elétrico, já deve saber o tamanho do prejuízo.

Afinal, o surto elétrico é um distúrbio muito comum em instalações elétricas.

Mas, você sabia que existe uma maneira de proteger sua casa e seus aparelhos eletrônicos do surto elétrico?

O que este artigo aborda:

O que é surto elétrico?

Em suma, o surto elétrico é uma onda de tensão que passa pela rede elétrica e aumenta a variação de energia.

Assim, isso desencadeia um aumento rápido na potência de energia, seguido de uma baixa mais lenta.

O que é surto elétrico

O Brasil é o país que com recorde mundial em descargas elétricas. São 78 milhões de raios por ano, segundo um relatório feito pelo Inpe – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Portanto, se seus aparelhos eletrônicos estiverem conectados na tomada, eles correm o risco de sofrer algum dano. Em caso de equipamentos industriais, em estabelecimentos comerciais, o prejuízo é ainda maior.

Pois, acontece uma sobretensão no circuito elétrico. Ou seja, ele recebe uma tensão maior do que pode suportar e isso acaba queimando os aparelhos conectados nas tomadas.

O que causa surto elétrico em casa?

Logo abaixo, veja os três fatores mais comuns que podem causar um surto elétrico em uma casa.

1. Chaveamentos na rede elétrica

Primeiramente, uma das causas de um surto elétrico ocorre quando as empresas de distribuição de energia fazem alterações nas redes de distribuição.

Ao fazer chaveamentos, ou ao religar a energia, pode acontecer uma sobrecarga que leva a surtos elétricos.

2. Liga e desliga de motores elétricos

Ao ligar e desligar grandes motores, como elevadores e até máquinas de lavar ou ar condicionado.

Sabe quando você percebe a luz “piscar” quando a máquina de lavar está ligada?  Quando máquinas desse porte são ligadas e desligadas, é desencadeada uma sobretensão que pode danificar seus equipamentos ligados à mesma rede elétrica.

3. Descarga atmosférica

A descarga atmosférica é a causa mais comum dos surtos elétricos. São os famosos raios, normalmente acompanhados por fortes chuvas.

Assim, se um raio cai perto de uma rede elétrica, o surto é produzido.

Mas, mesmo se você não estiver próximo a área que recebe a descarga elétrica, ainda pode sofrer danos.

Isso porque a descarga chega a quilômetros de distância. Pois, gera um campo eletromagnético que pode ir se transferindo e irradiando por meio de condutores de energia.

Quais danos um surto elétrico causa?

Um surto elétrico pode queimar instantaneamente os dispositivos que estiverem conectados à rede elétrica. Mas esse não é o único risco.

O tempo de vida útil dos equipamentos pode ficar comprometido. Em uma proporção maior, toda a instalação pode ficar comprometida.

Além do prejuízo financeiro, um surto elétrico também coloca em risco a vida de todos que estiverem presentes  na casa.

Como proteger uma casa de surtos elétricos?

Você já ouviu falar no DPS – Dispositivo de Proteção contra Surtos?

Os DPS (dispositivo de proteção contra surtos) são dispositivos destinados a identificar e neutralizar as breves sobretensões na rede elétrica sem danificar os equipamentos.

No momento do surto elétrico, o DPS desvia, em uma fração de segundos, a carga excedente para o sistema de aterramento.

No Brasil, a instalação de DPS é obrigatória. A norma ABNT 5410\2004, no item 5.4.2.1, determina que todas as instalações dentro do território brasileiro, situadas onde há ocorrência de trovoadas em mais de 25 dias por ano, devem ter um DPS.

Mas, o DPS tem um tempo de vida útil limitado. Por isso, a norma NBR 5410 determina o uso de um dispositivo de proteção para o DPS. Eles são chamados de dispositivos de desconexão.

Dessa forma, se o DPS queimar e ocorrer um curto, o disjuntor se desarma e impede a fuga de energia.

Nesse caso, é essencial ficar atento à qualidade do profissional eletricista que você contrata para fazer suas instalações.

Ele tem conhecimento das normas que regulamentam as instalações elétricas? Ele tem treinamento de acordo com a norma NR10 que garante a segurança do profissional que trabalha em instalações elétricas e serviços com eletricidade?

A qualificação do profissional interfere diretamente na qualidade da instalação e no quanto ela fica protegida contra surtos elétricos.

Tipos de dispositivo contra surtos elétricos

  • Classe I: destinados a ambientes que correm o risco de serem diretamente afetados por descargas atmosféricas. São instalados nos quadros de distribuição geral;
  • Classe II: com uma tecnologia mais sofisticada, ele protege os ambientes que sofrem com os efeitos indiretos dos surtos elétricos. Ele drena as correntes que podem atravessar os edifícios. Mais comuns em áreas urbanas e são instalados em quadros de distribuição secundários;
  • Classe III: é a classe mais desenvolvida dos DPS. Eles protegem os equipamentos eletrônicos, sendo instalados próximos a eles. Garantem a proteção dos aparelhos porque são destinados exclusivamente para eles.

O conteúdo "O que é surto elétrico? Como proteger sua casa" foi feito por Vidraçaria Espelhos BH e distribuído por Vidraçaria Espelhos BH na categoria Elétrica em . Conteúdo atualizado em .

Pode ser do seu interesse

Seguro de casa: preços, opções e como contratar

Seguro de casa: preços, opções e como contratar

Por que apartamento na planta é mais barato? Descubra agora

Por que apartamento na planta é mais barato? Descubra agora

Como organizar mudança: 6 dicas de profissionais

Como organizar mudança: 6 dicas de profissionais

Vidro fotovoltaico: o que é, como funciona e qual o preço

Vidro fotovoltaico: o que é, como funciona e qual o preço

Pia para banheiro de apartamento pequeno: dicas de pedreiros

Pia para banheiro de apartamento pequeno: dicas de pedreiros

Aluguel de empilhadeira mensal: tudo o que você precisa saber

Aluguel de empilhadeira mensal: tudo o que você precisa saber